terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

CALENDÁRIO MAIA - conheça mais

O CALENDÁRIO DO NOVO TEMPO




O que é o Calendário do Novo Tempo? O Calendário do Novo Tempo, também conhecido como Calendário da Paz ou Calendário Maia, é um instrumento que nos conecta com o tempo natural, de acordo com os ciclos da natureza.

É baseado no calendário lunar de 13 lunações de 28 dias cada uma, com 4 semanas de 07 dias.

O Calendário é um instrumento para medir o tempo, e o tempo está no nosso mental, pois quem tem a noção do tempo mental é o ser humano, os animais não colocam o tempo no nível mental, eles vivem o aqui e agora.

Um instrumento de medição para ser cientificamente aceito deve ter unidades básicas regulares.

Uma régua deve ter os centímetros iguais, caso contrário não vai ser aceita como um instrumento de medição.

O calendário como nós o conhecemos desde pequenos, chamado de calendário gregoriano, é um instrumento de medição do tempo.
Deste modo, temos que rever o atual calendário como instrumento de medição do tempo, pois alguma coisa tem de errada, vejamos então : temos 7 meses de 31 dias, 4 meses de 30 dias, 1 mês de 28 dias e a cada 4 anos um mês de 29 dias.

Como já falamos um instrumento de medição para ser cientificamente aceito deve ter unidades básicas regulares, e o atual calendário não tem unidades básicas regulares.

O atual calendário gregoriano nos foi imposto há várias gerações, desde a imposição através do Papa Gregório II em 1482.
Por sua vez o calendário gregoriano, vem do calendário Juliano que foi imposto por Júlio César, o imperador romano, que por sua vez vem do calendário imposto pelos babilônicos em 3.113 a.C.

Este calendário foi criado para poder saber quando seriam cobrados os impostos, é um calendário totalmente irregular, não respeitando os ciclos da natureza e naturais do ser humano. Foi criado a partir da divisão de um plano em 12 partes de 30º cada uma não obedecendo a nenhum ciclo natural.

Se o tempo é mental, como já vimos, e se o instrumento de medição que temos para medir o tempo é irregular, vai se criar nas nossas mentes toda uma condição irregular, artificial e falsa do tempo.

O tempo no calendário gregoriano é linear, como um linha onde apenas temos o passado, presente e futuro.

O tempo na verdade não é linear, ele é cíclico, sendo ciclos dentro de ciclos que se renovam, o verdadeiro tempo é o aqui e agora.

Estamos fora dos ciclos da natureza, a humanidade está fora da freqüência natural.

O calendário gregoriano gera uma freqüência artificial chamada de 12:60, com um ano de 12 meses e uma hora mecanizada de 60 minutos, o tempo hoje é um play ground mecanizado, onde esta freqüência acelera tudo em nós, cujo slogan odioso desta freqüência é “tempo é dinheiro”.

O ser humano está calibrado com esta freqüência 12:60, que acelera tudo, faz com que com o medo da escassez, nós seres humanos sejamos pedradores da natureza, destruindo os nossos recursos naturais, alterando a biosfera e as condições de sobrevivência planetária, e tudo isto não nos apercebemos, por causa desta freqüência 12:60.

A proposta é usar um calendário regular que respeita os ciclos da natureza, que é o Calendário do Novo Tempo, o Calendário da Paz, baseado no Calendário Sagrado dos Maias, o Tzolkin.

O Calendário na realidade deve servir para medir o tempo baseado nas órbitas planetárias, dos astros em relação aos planetas e estrelas, e tudo isto em relação à galáxia, com vários ciclos de tempo que se repetem e se renovam.

No Calendário do Novo Tempo o ano tem 13 lunações, ou 13 luas (meses) regulares de 4 semanas com 7 dias cada semana, num total de 28 dias cada lunação.
Este ciclo é natural, segue os ciclos lunares, que regulam o ciclo natural da mulher, que a cada 28 dias tem a sua menstruação.

A prática do Calendário do Novo Tempo nos coloca em harmonia com os ciclos da natureza.

O calendário gregoriano só tem o aspecto físico de contagem do tempo.
 No Calendário do Novo Tempo, além do aspecto físico do tempo, temos um aspecto energético nos coloca em sintonia com a energia presente no dia e nos ciclos em que estamos vivendo.

O Calendário do Novo Tempo é baseado numa freqüência natural chamada de 13:20, sendo que são 13 Tons Galácticos da Criação e 20 Selos Solares. A combinação da energia dos 13 Tons Galácticos da Criação com os 20 Selos Solares formam a matriz do Tzolkin que é o Calendário Perpétuo Sagrado dos Maias, no qual se baseia o Calendário do Novo Tempo.

Tudo em nosso Universo é energia, portanto como o calendário serve para medir o tempo baseado nas órbitas planetárias, dos astros em relação aos planetas e estrelas, e tudo isto em relação à galáxia, com vários ciclos de tempo que se repetem e se renovam, há uma grande interação de energia nos vários ciclos de tempo envolvendo toda esta dança cósmica dos astros e estrelas, e é isso que o Calendário do Novo Tempo leva em consideração.

Cada combinação dos 13 Tons Galácticos da Criação com os 20 Selos Solares traz um aspecto energético a cada dia que vivemos e isto faz com que entremos em sincronização com os ciclos naturais de energia presentes naquele momento.

Com esta sincronização você vai sempre estar na hora certa, no lugar certo, com a pessoa certa, para fazer o que tem que ser feito.

Com esta sincronização que é feita com a prática do Calendário do Novo Tempo, nos colocamos em uma outra freqüência 13:20 energética, onde o “tempo é arte”, sincronizando-nos com os ciclos naturais, que além de nos ajudar em nossa vida diária, ajudam também o nosso Planeta Terra a se harmonizar com o restante da Galáxia.

Todos nós somos energia e freqüência e se você estiver numa freqüência harmônica correta esta energia vai para algum lugar do planeta, além de você estar se beneficiando desta energia estará também trazendo benefícios a todos. Lembre-se sempre que a Terra não pertence a nós, mas nós é que pertencemos à Terra.

Com a prática diária do Calendário do Novo Tempo a junção das palavras que criam o Mantra da energia daquele dia, nos fornece dicas para usar aquelas energia presentes a nosso favor, mas não racionalize muito sobre as palavras, procure apenas interagir com a energia delas e deixe a coisa fluir naturalmente, as dicas do que fazer irão surgir e irão ativar o seu hólon , a sua intuição.

Além das palavras do Mantra diário, há nos símbolos que representam as energias daquele dia, uma Geometria Sagrada, de modo que a simples interação com os símbolos absorve, concentra e transmite a energia presente naquela Geometria Sagrada. Deste modo qualquer pessoa neste planeta mesmo sendo analfabeta pode seguir o Calendário do Novo Tempo.

O Calendário do Novo Tempo serve para qualquer pessoa neste planeta, não importando a raça, credo ou instrução, é um instrumento muito importante que temos ao nosso dispor para tornarmos a nossa vida mais feliz e harmônica, entrando em sincronização com os ciclos naturais e nos colocando em contato com as energias presentes em nosso Universo.

Você não precisa acreditar em nada do que estamos falando, mas experimente praticar o Calendário do Novo Tempo, e tire as suas próprias conclusões.

Fique atento ao que acontece com a prática diária do Calendário do Novo Tempo, você vai estar acelerando as sincronicidades que estarão presentes na sua vida e se beneficiando delas.

In Lak’ech

Saiba as próximas datas. Clique aqui
 
ou
 
Marque um curso ou palestra hoje mesmo com nossos profissionais:

Fones: 55 (11) 9-8260-2190 (tim)
            55 (11) 9-9679-0999 (vivo)
           
Agende por e-mail: santuariohp@gmail.com